Photobucket

Photobucket

# Sejam Bem-Vindos ao Night Shift!

Cidade de Lisboa, Portugal. Ano de 2032. As coisas não mudaram tanto assim, apenas o cenário, apenas as imagens que passam paralelas as verdades que acontecem. Os leigos alheios aos acontecimentos, isentos de culpas e deveres. Mas, quando aquilo que pode ser uma ameaça para alguns está perdida pelo mundo sem destino ou razão. a esmo podendo está diante de um humano desavisado, para outros a mesma coisas pode significar o início da salvação de uma raça ameaçada e caçada eternamente por gerações. Você irá se importar com alguma dessas coisas? Ou será apenas mais uma pessoa vivendo a sua vida esperando que tudo se resolva, ou, tudo se acabe??
Photobucket

# Data: Março de 2032
# Local: Lisboa, Portugal
# Temperatura: 26º
# Clima: Noite de céu limpo, brisa suave e clima agradável sem previsão de chuva...
# Lua: Crescente
# Sugestões de Ações:
- Person envolvidos diretamente na Trama Central : Parque Florestal Monsanto ; Pensão da Cidade ; Galpão abandonado
- Outros: Fiquem antentos a RP da trama central, você pode ser escolhido em breve. Qualquer outro lugar sem envolvimento direto com a trama.
# Duração do periodo: Indeterminado!


Photobucket

Photobucket

Interessado em fazer parceria com o Night Shift? É só logar na conta "Parcerias" com a senha "parceriasorbis" e mandar uma mensagem privada(MP) pra algum dos administradores e/ou moderadores sobre o interesse e link do forum


Photobucket London Paradise FÓRUM OPS!

Photobucket
REFORMULAÇÃO DO FORUM
(ex Orbis non Sufficit)
Agradecimento especial aos players que fazem isso aqui ser tão importante pra nós. - Fotos tiradas de vários lugares, mas principalmente do deviantart. - Todos os direitos reservados à Staff.

Recuse imitações. o NS é nosso, se copiar qualquer coisa sem antes ao menos pedir nossa autorização é PLÁGIO... E plágio é crime, hein?
Se copiar vai ser #umaputafaltadesacanagem e eu vou teperseguiratéoinfernoporra! xingar muito no Twitter!

bricadeira, mas aviso dado. Depois não diz que eu não avisei.


Night Shift - Turno da noite © 2009-2010

    Marcus Bertolucci - Caçador

    Compartilhe
    avatar
    Marcus Bertolucci
    Caçadores
    Caçadores

    Nome do Player : :)
    Mensagens : 10
    Data de inscrição : 03/06/2010

    Marcus Bertolucci - Caçador

    Mensagem por Marcus Bertolucci em Qui Jun 03, 2010 10:06 pm

    O Player
    Nome: Nany
    Idade e Local: 16, Coxim-MS
    Forma de contato: A staff tem meu MSN e se precisarem é só pedir
    Antecedentes: Atualmente aqui, Mapa do Maroto, Morsmordre e WW

    O Personagem
    x x

    Nome Completo: Marcus Bertolucci
    Raça,Grupo ou Descendência: Descendente de Tobia
    Onde se esconde no momento?:Em pensões baratas que encontra.
    Ofício: Caçador e comerciante de objetos pirateados.
    Photoplayer: Matt Dallas

    Descrição Física
    Como eles me vêm?(As aparências enganam...):
    Pele clara, olhos azuis, embora as vezes pareçam verdes. Tem um corpo bem trabalhado mas não muito exagerado, um porte físico médio. Faz exercícios para manter-se assim. A alimentação não ajuda muito, mas consegue se manter do mesmo jeito. Ele deixa os cabelos crescerem até certo ponto e encontram-se na maioria das vezes desgrenhados e possuem um tom escuro. Por vezes Marcus deixa uma barba rala crescer para lhe dar uma aparência mais velha e que desistam desse negócio dele ser inexperiente pela idade.


    Descrição Psicológica
    Como eu sou de verdade?(Eles não sabem, apenas acham me conhecer...):
    Marcus procura estar sempre atento para o que acontece a sua volta, estar dentro das manchetes é uma boa forma de se manter em dia e saber onde estão os malditos vampiros. Gosta de sempre chegar na hora quando marca alguma coisa e prefere que o outro chegue no horário também. Tem sempre um campo de visão sobre tudo, consegue conversar sobre diversos assuntos, embora a maioria das vezes seja só para disfarçar que não está pensando em vingança. Sua feição pode transmitir calma em alguns momentos e isso o ajuda a esconder como verdadeiramente se sente em meio as outras pessoas. Tem um contato sutil com alguns caçadores, não liga de trabalhar com outras pessoas desde que deixem Dekker pra ele. Consegue raramente estar tranqüilo, mas isso ainda existe nele. Paciência não é seu forte, então não brinque demais com ele. Também não gosta de ser considerado inexperiente por ser um dos últimos a aderir a ‘profissão’.
    Defeitos:Frio, não leva desaforo pra casa, impaciente.
    Qualidades:Observador, pontual, inteligente, tático, ágil, cauculista.

    História

    [font=Courier New][color=darkred]

    Nascido em Bari na Itália, a família de Marcus mudou-se para Portugal quando ele tinha apenas 1 anos de idade, devido a área profissional de seu pai. Ele foi um dos últimos a entrar para caçada aos vampiros, Marcus descobriu sua descendência há poucos anos. Era perceptíveis as vezes em que seu pai, Robert, saia de casa e passava dias fora. Marcus achava aquilo estranho, mas nunca perguntou o que realmente acontecia, pois sempre que se interessava demais no assunto sua mãe dizia para que ele se calasse ou o pai respondia que ia trabalhar a negócios, sempre a negócios. Deste modo, Marcus passou mais tempo com a mãe do que com o pai. Começou a pegar ódio do pai, pois ele vivia ocupado e nunca tinha tempo para o rapaz. Virou um adolescente rebelde e havia começado a beber desenfreadamente e mal parava em casa quando o pai chegava do serviço que Marcus havia apelidado de ‘serviço secreto’.

    O rapaz jamais percebeu que seu pai tinha enfraquecido e tinha uma aparência gasta e desleixada. A barba mal feita e olhos cansados dominavam a feição de Robert. Certa noite, Marcus tinha bebido demais e chegou em casa aos berros, gritando com o pai – que tinha chegado da viagem há algumas horas – a mãe dele interviu na situação, Marcus pela primeira vez foi bruto com a mãe. Sentiu-se enojado por ter erguido a mãe pra ela, não queria se tornar rude com ela, afinal era a única pessoa de sua família que ele tinha contato. O jovem se trancou no quarto e passou ali várias horas pensado naquilo. Seu pai bateu na porta, um tom emocionado tomava conta da voz dele. Marcus brandiu, mas nada que fizesse tiraria seu pai dali, vencido abriu a porta e deixou o coroa entrar. Ele lhe explicou a respeito do trabalho ‘secreto’ que exercia e que sua avó já havia sido uma caçadora, assim como seu bisavô e isso logo seria passado pra ele.

    De início Marcus não acreditava nesta história de vampiros e descendentes mesmo que seu pai lhe contasse tudo com detalhes, sobre a traição, sobre como os Sete conseguiram seus poderes e logo depois criaram ‘filhos’ e o porque ele devia acabar com a raça desses sanguessugas que tiravam vidas sem dó nem piedade. Marcus começou a entender tudo e aceitar sua herança... Perdoou o coroa, que já tinha idade muito avançada para caças e não tinha mais pique pra isso. Robert retornaria com sua esposa para a Itália e deixaria Marcus cumprir seu destino – agora alimentado pelo sentimento de destruir todos os Sete e vampiros, ainda não tinha muito contra lobisomens, mas também não gostava destes.

    O jovem já tinha seus 23 anos e havia arrumado uma namorada, mantinha escondido dela sobre seu verdadeiro ofício, assim como seu pai fizera com ele. Embora não gostasse disso, tinha entendido o porquê de tudo aquilo. Era bom no que fazia, havia conhecido os outros caçadores da cidade e tinha algum contato com eles. Mesmo que não houvesse muita ligação entre os caçadores Marcus se dava bem na medida do possível. A namorada do rapaz era bonita e atraente, cabelos compridos e traços meigos. Era uma mulher bonita. Realmente ERA. Uma noite comum em que Marcus saiu do emprego que ocupava antigamente para manter as aparências, Elena deveria estar em sua casa porque tinahm combinado de jantar juntos, seu pai havia telefonado e dito que viria visitá-lo.. Marcus pegou o carro e rumou para sua casa, estacionando bem em frente da casa. Abriu a porta lentamente, queria fazer uma surpresa pra namorada e pro pai, havia comprado um buque no meio do caminho pra Elena e uma camisa nova para o pai, foi então que se deparou com a cena mais terrível de sua vida. Um descendente de Sétimo inclinado sobre sua namorada e o corpo de seu pai no chão provavelmente tentou interferir o vampiro de matar Elena e acabou morrendo também, ele ainda estava drenando o restante do sangue da garota. O descendente? Lucas Dekker. Correu em socorro a Elena e Robert - seu pai -, mas era tarde demais. O vampiro fugiu enquanto Marcus se debruçava sobre os corpos sem vida de Elena e seu pai. Foi então que prometeu naquele dia, 20 de Janeiro enquanto forjava um acidente falso para a namorada e seu amado pai e encobrisse os rastros, que vingaria sua namorada e que o descendente mais odioso dos Sete seria punido.

    Agora com seus 25 anos, Marcus havia aprendido uma importante lição. Jamais deveria amar outra pessoa e ter alguém por perto enquanto fizesse o que fizesse. Do modo mais doloroso que poderia ser aprendido, foi à opção em que se meteu. Marcus havia aperfeiçoado sua caça, tinha melhorado em 120% sua técnica e sempre rastreava o infeliz que matara sua namorada. Onde tivesse vampiros, seria o lugar em que Marcus estaria. Tinha que cumprir sua promessa. Por conta disso tudo, nunca mais parou na velha casa onde a morte de Elena havia acontecido e se hospedava em pensões baratas cheirando a mofo e comia onde conseguia. Havia arrumado outro emprego para se sustentar e sustentar seu armamento. Vendia DVDs e outras coisas pirateadas, recebendo pouco mais o suficiente para viver, se é que isso podia ser chamado de vida.

    PS eu tenho esperanças de que o Marcus melhore com o tempo u.u


    Última edição por Marcus Bertolucci em Qui Jun 03, 2010 10:31 pm, editado 1 vez(es)
    avatar
    The Destiny
    Staff
    Staff

    Nome do Player : Biah!
    Mensagens : 293
    Data de inscrição : 04/05/2009

    Re: Marcus Bertolucci - Caçador

    Mensagem por The Destiny em Qui Jun 03, 2010 10:29 pm

    Canonn aceito.
    Descrições e história corretas.

    " Make your destination if you can."
    You are selected!


    _________________
    "Há sempre um caminho a seguir, Uma página é escrita, Tudo são meras possibilidades, Quão grande é inocência, de quem do próprio destino não tem consciência, O destino é cego.Quem de vós desconfiai?
    Ele sempre sabe o caminho, mas nunca vê para onde vai. Todos os caminhos pertencem ao destino .
    E foram traçados antes e depois de acontecerem.
    O tempo é apenas um mero detalhe."

      Data/hora atual: Qui Set 20, 2018 5:26 pm