Photobucket

Photobucket

# Sejam Bem-Vindos ao Night Shift!

Cidade de Lisboa, Portugal. Ano de 2032. As coisas não mudaram tanto assim, apenas o cenário, apenas as imagens que passam paralelas as verdades que acontecem. Os leigos alheios aos acontecimentos, isentos de culpas e deveres. Mas, quando aquilo que pode ser uma ameaça para alguns está perdida pelo mundo sem destino ou razão. a esmo podendo está diante de um humano desavisado, para outros a mesma coisas pode significar o início da salvação de uma raça ameaçada e caçada eternamente por gerações. Você irá se importar com alguma dessas coisas? Ou será apenas mais uma pessoa vivendo a sua vida esperando que tudo se resolva, ou, tudo se acabe??
Photobucket

# Data: Março de 2032
# Local: Lisboa, Portugal
# Temperatura: 26º
# Clima: Noite de céu limpo, brisa suave e clima agradável sem previsão de chuva...
# Lua: Crescente
# Sugestões de Ações:
- Person envolvidos diretamente na Trama Central : Parque Florestal Monsanto ; Pensão da Cidade ; Galpão abandonado
- Outros: Fiquem antentos a RP da trama central, você pode ser escolhido em breve. Qualquer outro lugar sem envolvimento direto com a trama.
# Duração do periodo: Indeterminado!


Photobucket

Photobucket

Interessado em fazer parceria com o Night Shift? É só logar na conta "Parcerias" com a senha "parceriasorbis" e mandar uma mensagem privada(MP) pra algum dos administradores e/ou moderadores sobre o interesse e link do forum


Photobucket London Paradise FÓRUM OPS!

Photobucket
REFORMULAÇÃO DO FORUM
(ex Orbis non Sufficit)
Agradecimento especial aos players que fazem isso aqui ser tão importante pra nós. - Fotos tiradas de vários lugares, mas principalmente do deviantart. - Todos os direitos reservados à Staff.

Recuse imitações. o NS é nosso, se copiar qualquer coisa sem antes ao menos pedir nossa autorização é PLÁGIO... E plágio é crime, hein?
Se copiar vai ser #umaputafaltadesacanagem e eu vou teperseguiratéoinfernoporra! xingar muito no Twitter!

bricadeira, mas aviso dado. Depois não diz que eu não avisei.


Night Shift - Turno da noite © 2009-2010

    29-03-2032 / Vouga / Noite / RP Fechada

    Compartilhe
    avatar
    Lucas Dekker
    Descendente Sétimo
    Descendente Sétimo

    Nome do Player : Biah!
    Mensagens : 351
    Data de inscrição : 20/02/2010

    29-03-2032 / Vouga / Noite / RP Fechada

    Mensagem por Lucas Dekker em Dom Jul 25, 2010 2:08 am

    “Apenas mais uma noite, a mesma rotina... ou, talvez não?”



    29 de Março de 2032 * Casa Noturna * Noite * RP Fechada * Post:01 * 23:40pm

    Vouga. Ah! Como eu adoro esse lugar! Quer um lugar melhor para caçar, se divertir, passar o tempo e ao mesmo tempo ficar sabendo de tudo que acontece nessa maldita cidade? Oohohoho! As noticias correm rápido, as pessoas falam e os vampiros mais ainda. Claro que uma ‘ajudazinha’ para fazerem falar adiantar as coisas. Mas eu não estava ali para procurar ‘assunto’, só estava ...caçando. E para fazer isso não precisava de muita coisa, apenas um motivo, apenas um atrativo, nem a sede era mais uma desculpa. Alguns dizem que esse era o ‘mal’ meu e dos meus irmãos, não saber o limite para caçar, mas a verdade é, não preciso me senti fraco para poder caçar e me manter, faço isso antes e é melhor, tenha certeza. Nada me vale me senti fraco e ter que caçar assim e me deparar com alguma situação que exija todas as energias. Eu não quero pagar por um erro tão tolo e idiota e perecer por não estar suficientemente forte para lutar. Mas, deixa isso para lá. Eles nunca irão entender, não querem, e eu não me importo com isso mesmo.

    Segurava um copo de bebida em uma das mãos, apenas para manter as aparências. Encostado na parede observando a movimentação das pessoas em toda a volta. Dançavam entre as oscilações das luzes, os feixes luminosos que rodopiavam sobre as cabeças das pessoas, a musica alta e incessante, que com o tempo passou a não incomodar mais os sentidos vampiricos.

    Um cutucar surgiu na minha cabeça. Estava concentrado em tudo a minha volta, nas pessoas, e por costume, nos outros vampiros próximos. Havia aprendido com o tempo e com a historia a procurar saber onde estavam eles, principalmente aqueles que era descendentes dos Sete como eu. Evitar ‘surpresas’ sempre era bom, ainda mais vinda deles. Então por isso, aquele cutucar me alertou que um deles estavam próximos. Na verdade, uma. Não me incomodei, não me causaria problemas ela ali, devia estar fazendo o mesmo que eu, caçar, não me veria por não poder me localizar mesmo, e se me visse, não tinha motivo para me ‘atrapalhar’. Se bem que, ela não precisava disso para me provocar ultimamente. E eu não nego, gosto disso!
    avatar
    Ende A. Gietzen
    Descendente Espelho
    Descendente Espelho

    Nome do Player : Milena
    Mensagens : 40
    Data de inscrição : 12/07/2010

    ....

    Mensagem por Ende A. Gietzen em Dom Jul 25, 2010 6:31 pm

    'Cause I just set them up to knock them down

    Estava cansada da rotina. Era sempre a mesma coisa, já me sentia uma simples humana, o que não era nada, nada bom. Acordar sempre no mesmo horário para dar aulas a alunos impertinentes, e depois voltar para casa. Mas hoje seria diferente, um pouco de diversão não faria mal. Minhas opções eram vastas, podia ir a qualquer restaurante e conseguir que um humano qualquer me pagasse um drinck e mais tarde fosse minha refeição. Mas um só? Não, não eu queria mais! E que lugar melhor para encontrar muita gente disposta a “se doar” do que na casa noturna? Arrumei-me com a roupa mais “caliente” possível, não que eu precisasse daquilo, modéstia a parte, mas quanto mais atrativos melhor. Certo?

    Saí da moradia e peguei meu carro, estava a fim de enfiar o pé no acelerador e sentir o vento entrar pela janela entreaberta. Chegando à porta da casa noturna estacionei o automóvel em uma vaga qualquer e entrei no lugar. Como sempre o hall estava calmo, apenas com pessoas conversando sobre suas vidinhas miseráveis, mas era lá dentro, o recheio, era o que me interessava. Um cara abriu a porta pesada para eu entrar e eu agradeci com um sorriso. La dentro as luzes piscavam freneticamente, a música estava alta e a mistura de cheiros era estonteante. Logo de cara senti o cheiro de uma presa fácil. Ok, não era nada atraente, mas pelo menos era gorda e cheia do que eu precisava. Comecei a dançar com ele, chegando cada vez mais perto. _Mas que droga é essa que você está fazendo! Se controle Ende, não vai querer chamar a atenção de nenhum caçador._ era realmente melhor eu me afastar, olhar ao redor, pegar uma bebida ou sei lá, o cara gordo já estava quase tendo um infarto por minha causa, e eu queria o coração dele batendo com força. Então disse que iria ao toilet.

    _Já volto, doçura!

    Cheguei perto do bar, e me deliciei com a visão que tive... Lucas Dekker ali, e ainda por cima sozinho! Aquilo era mais irresistível do que os humanos à volta. Cheguei perto dele, devagar, afinal, eu sabia que ele notaria a minha presença. Um sorriso largo se abriu em meus lábios e eu disse com um tom de surpresa um tanto falso:

    _Ora, ora, mas que surpresa agradável! Estava sentindo saudade...

    Aproximei-me bastante ao falar a última frase e dei um beijinho leve em seu rosto, o mais próximo da boca o possível.

    Pensamentos Falas
    avatar
    Lucas Dekker
    Descendente Sétimo
    Descendente Sétimo

    Nome do Player : Biah!
    Mensagens : 351
    Data de inscrição : 20/02/2010

    Re: 29-03-2032 / Vouga / Noite / RP Fechada

    Mensagem por Lucas Dekker em Dom Jul 25, 2010 10:34 pm

    “Apenas mais uma noite, a mesma rotina... ou, talvez não?”



    29 de Março de 2032 * Casa Noturna * Noite * RP Fechada * Post:02 * 23:40pm


    Algumas coisas a gente já sabe mas apenas evita, não? Eu sabia, sabia que se ela me visse ali não ia apenas me dá um ‘oi’ e sumi da minha frente! Claro que não. Senão, que graça teria para ela e também para mim? Logo percebi ela se aproximar em passos calmos na minha direção. Ende. Ela sabia que me provocava e que isso de alguma forma me alterava. Afinal, já que Violet vive pra me dá patadas pelo menos alguém aqui pensa o contrario. Diabo de vampira difícil aquela! Mas chega de pensar nela, eu quero paz e não me irritar nessa noite. E ela tem o dom de me tirar as duas coisas.

    Ende se aproximou de mim exibindo um largo sorriso e um tom falso de surpresa por me ver. A maioria dos outros descendentes que tinham no mínimo uma idéia de onde eu andava sabia que no Vouga era uma grande possibilidade de me encontrar.

    _Ora, ora, mas que surpresa agradável! Estava sentindo saudade...

    Senti os lábios dela encostar no meu rosto, na verdade, próximo o bastante dos meus para considerar que ela havia feito de propósito. Acompanhei com o olhar ela se voltar para onde estava, se afastando de mim e mantendo o sorriso estampado enquanto esperava minha reação. Sorrir de canto, a encarando e a olhando dos pés a cabeça. Eu tinha meus problemas com Violet, mas eu não era cego e muito menos me fazia de vogado! Alem do mais, sou livre para fazer o que quiser.

    - Ende. – pronunciei demoradamente o nome dela, mesmo este sendo curto. – Não sabia que tinha lhe dado motivos para ter ‘saudades’ de mim, mas é bom saber. – disse virando a bebida do copo que segurava de uma vez e largando o copo numa mesa próxima. – É bom, quem sabe não arrumo um motivo. Nessa noite mesmo.

    Falei descaradamente. Oras, o que podia acontecer? Ela dá um piti? Se irritar comigo? Novidade isso acontecer, mas ela não faria isso. Ah! Não.
    avatar
    Ende A. Gietzen
    Descendente Espelho
    Descendente Espelho

    Nome do Player : Milena
    Mensagens : 40
    Data de inscrição : 12/07/2010

    ...

    Mensagem por Ende A. Gietzen em Dom Jul 25, 2010 11:39 pm

    Roupa
    'Cause I just set them up to knock them down



    Era bom vê-lo novamente. Como sempre bonito e volúvel. Com um sorriso de canto ele me olhou, e wow, um olhar de cobiça que me fazia sorrir. Ele pronunciou meu nome de forma lenta e sedutora.

    _Ende.

    Fiz uma mesura, e mandei um beijinho. Como sempre ele se mostrava atrevidinho e já foi contestando a minha suposta saudade, coisa que me fez gargalhar. Mesmo que eu não gostasse de admitir ele também me alterava, digamos que ele diferente DAQUELE humano, me despertava instintos vampirescos muito fortes.

    _Não sabia que tinha lhe dado motivos para ter ‘saudades’ de mim, mas é bom saber

    Levantei apenas uma sobrancelha, pensando, como eu não poderia sentir saudades da minha brincadeira favorita? Mas ele completou sendo mais ousando e dizendo:

    _ É bom, quem sabe não arrumo um motivo. Nessa noite mesmo.

    Ele era muito engraçadinho, por isso me aproximei dele e toquei seus lábios com a ponta dos dedos, sim, eu sabia que estava mexendo com fogo, mas eu gosto do perigo e acima de tudo gosto de ver a reação dele na minha presença. Cheguei ao pé do seu ouvido e disse baixinho:

    _Hey, vamos com calma, a noite só está começando.

    Depois voltei para o meu lugar rapidamente, virei pra o bar man e pedi um suco. Não queria nada com álcool, não sei o cheiro não me agrada. Olhei em volta enquanto o garçom buscava a bebida, tinha que ter certeza que a presa ainda estava me esperando, ou que no mínimo ainda estava lá. E bingo! Lá estava ele, sentado em um dos bancos perto do banheiro masculino. Coitado!

    _Mas então o que veio fazer aqui? Encontrar alguém? Ou só fazer um lanchinho?


    Última edição por Ende A. Gietzen em Qui Jul 29, 2010 8:43 pm, editado 1 vez(es)
    avatar
    Lucas Dekker
    Descendente Sétimo
    Descendente Sétimo

    Nome do Player : Biah!
    Mensagens : 351
    Data de inscrição : 20/02/2010

    Re: 29-03-2032 / Vouga / Noite / RP Fechada

    Mensagem por Lucas Dekker em Qua Jul 28, 2010 11:04 pm

    “Apenas mais uma noite, a mesma rotina... ou, talvez não?”



    29 de Março de 2032 * Casa Noturna * Noite * RP Fechada * Post:03 * 23:40pm



    Meus olhos acompanharam os movimentos da vampira a minha frente. A vi se aproximar de mim, passos lentos em comparação do que podíamos fazer, permiti, a vi estender o braço e levar seus dedos aos meus lábios. Ela se inclinou um pouco sobre mim para poder falar algumas palavras e sua voz soou claramente embora ela estivesse quase sussurrado.

    _Hey, vamos com calma, a noite só está começando.

    Meus lábios esboçaram um breve sorriso meio malicioso embaixo dos dedos dela. Ah! Se ela soubesse como eu estava indo com calma! Não estava fazendo nada, nem tinha começado! Ela se direcionou ao balcão e pediu algo para beber. Eu não tinha sede. Não dessas coisas que os humanos bebiam, que um dia eu também apreciei. Minha sede era outra agora...

    _Mas então o que veio fazer aqui? Encontrar alguém? Ou só fazer um lanchinho?

    Percebi que Ende olhava para outro lugar, na verdade, para alguém. Os olhos dela não negavam, estava procurando a sua caça, o idiota que teria caído nos seus encantos e achava que era um sortudo, mal sabia que de sorte não tinha nada. Não perdi muito do meu tempo observando o infeliz, tinha coisa melhor para observar, como por exemplo a vampira a minha frente. Mantive um sorriso cafageste no rosto, pensando na pergunta dela e resolvi responder.

    - O que faço aqui? Só passando o tempo, arrumar alguma coisa para fazer, sabe como é. Quando se tem uma eternidade pela frente, o ócio é uma constante. – falei andando até o balcão também parando ao lado dela, apoiei as costas e os cotovelos sobre a superfície dele. Não pude evitar de olhar para ela, da cabeça aos pés, nunca fui de disfarçar mesmo! – Além do mais, não tem muita graça caçar aqui, é muito fácil. Só quando é necessário, por acaso, ou... só pra ‘brincar’ com eles. – sabia que meus olhos haviam refletido no meio das luzes do lugar a cor avermelhada, a parte boa das caçada era a perseguição, sem isso, era apenas... apenas ‘alimento’. Nem pra diversão servia, ta certo que vez ou outra compensava, não havia perdido o gosto por belas mulheres sejam humanas ou não. Mas, no fim, era algo sem aquela sensação de caçada, a luta pela vida, medo... Ok. Até parece que eu sou o único a pensar dessa forma. Ta, mesmo que seja, ainda tem Natasha e Edgar que pensam o mesmo que eu, e isso me basta. – Não sabia que você caçava por aqui. A maioria dos outros andam tão ocupados em manter as aparências que cheguei a pensar que alguns haviam se tornado adeptos a uma vida mais ‘vegetariana’.

    Se eu não tivesse que conviver com os filhos de Gentil eu realmente acreditaria nisso fielmente. Sabe, não seria muito difícil de imaginar a cena de um deles caçando em alguma fazenda de animais, ou se alimentando daquelas bolsas de sangue de hospitais. Arg! Sangue frio não é bom o bastante, além de ser tão sem graça. Fitei a vampira. Tinha que me controlar.
    avatar
    Ende A. Gietzen
    Descendente Espelho
    Descendente Espelho

    Nome do Player : Milena
    Mensagens : 40
    Data de inscrição : 12/07/2010

    ...

    Mensagem por Ende A. Gietzen em Sex Jul 30, 2010 3:17 pm

    'Cause I just set them up to knock them down


    Lucas encostou-se ao balcão ao meu lado e acompanhou meus movimentos com os olhos, provavelmente ele percebeu onde meu olhar estava focado. Depois ele voltou a olhara para mim e com um sorriso cafajeste nos lábios, respondeu o que estava fazendo ali.

    _O que faço aqui? Só passando o tempo, arrumar alguma coisa para fazer, sabe como é. Quando se tem uma eternidade pela frente, o ócio é uma constante. Além do mais, não tem muita graça caçar aqui, é muito fácil. Só quando é necessário, por acaso, ou... Só pra ‘brincar’ com eles.

    Pensei no que ele havia dito, realmente, caçar ali era muito fácil. Mas para alguém que está com muita sede e não tem quase força para a perseguição, como eu, ali era o lugar ideal. Os olhos dele refletiram a luz vermelha, o que mostrava que acima de tudo ele era um predador. Meus olhos tinham andado meio foscos ultimamente, mas hoje, ah, hoje seria diferente.

    – Não sabia que você caçava por aqui. A maioria dos outros andam tão ocupados em manter as aparências que cheguei a pensar que alguns haviam se tornado adeptos a uma vida mais ‘vegetariana’.

    Outra verdade saiu de sua boca, fazia algum tempo que eu não encontrava ninguém por ali e pela razão das aparências, ninguém comentava sobre suas refeições como antigamente. Afinal, ninguém quer ser “morto” pelos malditos caçadores.

    _Ah, eu não costumo caçar por aqui, prefiro lugares mais refinados, como restaurantes... Pode parecer monótono, mas é bem legal, é tão legal provocá-los..._Disse aquilo com uma risadinha, lembrando de quantos homens acharam que teriam uma amante deslumbrante no fim da noite, quando na verdade ganhavam só um beijo, o beijo da morte_ Mas a necessidade me trouxe aqui essa noite... E sim, eu já tentei refeições ‘vegetarianas’ mas por Deus é horrível!

    Fiz uma careta depois sorri calorosamente olhando de cima a baixo para ele.

    _A cada dia que passa você está mais gostosinho hein?!

    Roupa
    avatar
    Lucas Dekker
    Descendente Sétimo
    Descendente Sétimo

    Nome do Player : Biah!
    Mensagens : 351
    Data de inscrição : 20/02/2010

    Re: 29-03-2032 / Vouga / Noite / RP Fechada

    Mensagem por Lucas Dekker em Dom Ago 01, 2010 9:34 pm

    “Apenas mais uma noite, a mesma rotina... ou, talvez não?”



    29 de Março de 2032 * Casa Noturna * Noite * RP Fechada * Post:04 * 23:40pm


    Continuei a encarar a vampira enquanto ela me respondia sobre o que havia dito. Embora a musica do lugar soasse alta em meio as vozes e movimentação das pessoas a toda volta conseguíamos conversar sem precisar alterar a voz ou mesmo gritar como alguns humanos faziam próximo. Enquanto ela comentava sobre suas preferências para caçadas e o motivo que a trazia ali, eu alternava entre observá-la e fazer o mesmo com as pessoas a minha volta. Sabe, é bom sempre estar atento, ainda mais quando você sabe que lá fora tem um caçador que sabe tudo de você, por onde costuma ir, lhe conhece, e o pior reconhece a maioria dos descendentes dos Sete, Então, é bom evitar surpresas desagradáveis. Meus olhos cruzaram com de uma humana que dançava com uma amiga próximo dali, dei um sorriso de canto percebendo que ela prestava atenção demais na conversa minha com Ende. Gostava quando a própria caça se denunciava interessada, invertia toda aquela cena que precisava fazer de quem havia se interessado e tentava agradar. A encarei por alguns segundos e voltei minha atenção para a filha de Espelho, ouvindo-a.

    _A cada dia que passa você está mais gostosinho hein?!

    Diabos! Por quê ela tinha que ficar com esses joguinhos? Isso não era muito...seguro! Tive que me controlar para não dizer nenhuma besteira, não fazer nenhuma também, não ali. Ela tinha esse dom de gostar de me atazanar quando tinha a chance, de me tirar do serio, só por capricho, para me provocar e me causar confusões...geralmente com Violet. Mas ela não estava ali. Dissipei alguns pensamentos, idéias, que envolviam Ende e Violet. O que posso fazer? Era uma escolha difícil! E eu não era bom com escolhas, geralmente fazia as erradas, e por que não escolher as duas?RS.

    - Não me provoque... – disse me desencostando do balcão e ficando mais próximo dela, de frente para ela, disse em tom baixo mas que certamente ela ouviria. - Ou eu posso acabar aceitando. - dei uma passo atrás e estendi a mão a ela. – Dança?

    Parados ali chamávamos muita atenção era mais fácil da curiosidade alheia recaírem sobre nos, era mãos fácil também de eu mesmo acabar me descontrolando. Pelo menos, entre os humanos apenas era mais um, mais alguns, mais duas pessoas dançando no ritmo da musica. Além de ser, claro, uma ótima oportunidade para ficar mais perto dela...

    avatar
    Ende A. Gietzen
    Descendente Espelho
    Descendente Espelho

    Nome do Player : Milena
    Mensagens : 40
    Data de inscrição : 12/07/2010

    ...

    Mensagem por Ende A. Gietzen em Qui Ago 05, 2010 8:43 pm

    'Cause I just set them up to knock them down



    Depois da leve provocação eu mordi meu lábio inferior. Tudo que eu havia dito era verdade, estava realmente cada dia mais atraente, e não era só eu que percebia isso. Uma humana o olhava de forma diferente, e não vou negar que não gostei. Mas não interferiria em sua caça e diversão e também faço isso não é mesmo? Ele se desencostou do balcão e se aproximou dizendo:

    - Não me provoque... Ou eu posso acabar aceitando.

    Não me importaria se ele aceitasse, mas eu gostava de brincar bastante primeiro. Ele estendeu a mão para mim e perguntou:

    – Dança?

    _Claro

    Segurei sua mão e andei em direção a pista de dança olhando para a mulher que andara flertando com ele com um olhar infantil de convencimento, por pouco não mostrei a língua para ela. Não era nada pessoal, é só que eu sou bastante competitiva às vezes. Se ele percebeu aquilo? Não sei, mas tomara que não. A música que tocava era daquelas psicodélicas, com uma batida forte e contínua, eu adorava aquilo. Pessoas ficavam muito vulneráveis, quase cegas com aquelas luzes piscantes, e tudo parecia se mover em câmera lenta, até mesmo eu e ele.
    No início da dança eu estava um pouco “tímida”, mas depois me soltei e bom, digamos que “não tinha para ninguém”. Meu estilo sensual de dançar era quase sempre infalível. Reparei em seus movimentos, ele não dançava nada mal.

    _Até que você dança bem!_ Disse dançando o mais próxima possível._E Aquela humana? É a presa desta noite, ou você realmente a achou bonitinha?_Disse num tom despreocupado, talvez aquilo soasse como blasfêmia para ela, afinal era difícil vampiros e humanos terem alguma relação afetiva, mas não impossível né? Eu que o diga!
    avatar
    Lucas Dekker
    Descendente Sétimo
    Descendente Sétimo

    Nome do Player : Biah!
    Mensagens : 351
    Data de inscrição : 20/02/2010

    Re: 29-03-2032 / Vouga / Noite / RP Fechada

    Mensagem por Lucas Dekker em Dom Ago 08, 2010 11:16 pm

    “Apenas mais uma noite, a mesma rotina... ou, talvez não?”



    29 de Março de 2032 * Casa Noturna * Noite * RP Fechada * Post:05 * 23:40pm



    Passar entre os humanos não era difícil, e logo alcançamos o centro da pista. Gostava dos olhares que eram lançados sobre nós, sobre Ende. Os humanos eram facilmente iludidos, inebriados, se envolviam fácil com as aparências, entorpeciam-se com as habilidades vampiricas e quando menos se esperava estavam hipnotizados pela fala mansa, gestos, movimentos. Meus olhos seguiam cada movimento de Ende, a vampira tinha um ar sofisticado demais para alguém que freqüentava aquele lugar, chamava atenção. Gostava disso. Ela dançava acompanhando a musica, se movia com sensualidade, meus olhos percorriam seu corpo entre as oscilações da luz.

    _Até que você dança bem! E Aquela humana? É a presa desta noite, ou você realmente a achou bonitinha?

    Escutei-a dizer enquanto dançava mais próximo de mim. Depois quando dizem que eu que provoco ainda me culpam! Assim fica difícil se manter controlado , nem que eu realmente quisesse! Sorrir de canto com o comentário dela sobre a humana.

    – Talvez. É uma boa escolha, nova, sozinha e disposta... – respondi entre as batidas da musica. – Disposta e bonita também. – completei com um sorriso malicioso. – Mas apenas para caça ou quem sabe no máximo uma distração antes, diversão. Dei mais um passo pra frente ficando diante dela e a enlaçando pela cintura com uma das mãos para falar. – Não é? Não negue que você também não se diverte com esses tolos e idiotas que caem nos seus encantos. O sangue quente deles nos atrai, mas só isso, atração... depois, bem, você sabe depois o que fazemos; matamos.

    Quem sabe não propunha para ela depois uma diversão a três? A humana e mais dois vampiros? Garanto que seria bem mais divertido para nós do que para a humana!
    avatar
    Ende A. Gietzen
    Descendente Espelho
    Descendente Espelho

    Nome do Player : Milena
    Mensagens : 40
    Data de inscrição : 12/07/2010

    ...

    Mensagem por Ende A. Gietzen em Qui Ago 12, 2010 4:29 pm

    'Cause I just set them up to knock them down


    Depois de minha pergunta naturalmente inusitada e de movimentos que despertam a atenção de qualquer homem, vampiro ou não, Lucas sorriu de canto um tanto quanto maliciosamente, se ele soubesse o quanto aquele sorriso me afetava...ainda bem que sabia esconder bem as coisas, depois ele me pegou pela cintura enquanto falava sobre a humana.

    _Talvez. É uma boa escolha, nova, sozinha e disposta... Disposta e bonita também. Mas apenas para caça ou quem sabe no máximo uma distração antes, diversão.Não é? Não negue que você também não se diverte com esses tolos e idiotas que caem nos seus encantos. O sangue quente deles nos atrai, mas só isso, atração... Depois, bem, você sabe depois o que fazemos; matamos.

    Estremeci quando ele falou aquilo. Falou sobre o único motivo dos humanos nos atraírem era pelo sangue. É claro que aquilo era uma das coisas que falava mais alto, mas como sempre toda regra tem uma exceção. Eu ainda tinha resquícios de sensações humanas, então comecei a imaginar se alguma vampira pegasse o MEU humano e fizesse o que eu costumava fazer com os outros..._Não, não, é melhor eu parar de pensar nisso_ Dispersei o pensamento e me aproximei de Lucas com a voz mais confiante que consegui fazer e disse em seu ouvido num quase sopro, de forma que mesmo no silêncio só os vampiros ouviriam.

    _Claro

    Enquanto a música tocava, eu dançava ainda com meus braços em torno de seu pescoço, aproveitei a aproximação e dei um beijo em seu pescoço. Depois sorri e dancei mais afastada, afinal o lema é sempre “morde e assopra”. Um humano se aproximou dançando e eu dancei por alguns segundos com ele, mas sempre com minha atenção desviada para os movimentos do vampirão ali perto.
    avatar
    Lucas Dekker
    Descendente Sétimo
    Descendente Sétimo

    Nome do Player : Biah!
    Mensagens : 351
    Data de inscrição : 20/02/2010

    Re: 29-03-2032 / Vouga / Noite / RP Fechada

    Mensagem por Lucas Dekker em Sab Ago 21, 2010 11:45 pm

    “Apenas mais uma noite, a mesma rotina... ou, talvez não?”



    29 de Março de 2032 * Casa Noturna * Noite * RP Fechada * Post:05 * 00:00pm

    Gostava de perceber no rosto das pessoas as reações que causavam o que eu dizia, saber que eu havia dito algo que causou uma mudança nas expressões, humor, voz ou mesmo pensamentos deles. Eu admito que não era um dos mais pacientes, que perdia horas e horas observando uma caça, mas sabia observar aquilo que era mais importante, as oscilações, olhos, movimentos, desvios. E eu sabia queEnde tinha algo que escondia, mas eu não me importava com isso, não queria saber, não precisava saber. Pra mim me bastava não ter nenhum motivo para querer decapitá-la como eu tinha com o idiota do Samuel. Só isso. Não era tão difícil conviver comigo, era? Só não me dar motivos para atravessar uma estaca no peito, não querer que eu deseje que um caçador ache-o enquanto se esconde do dia, não me irritar o suficiente para me fazer arrancar a cabeça de ninguém, isso. Claro que os motivos que são capazes de me irritar variam, alguns são conhecidos outros nem tanto, cabe a cada um saber escolher. Não sou tão insuportável assim, mas afinal, quem liga? Eu com certeza não.

    Diabos! Por quê eu tinha que ter um gosto tão comprometedor pra mulheres mesmo depois de não ser mais um mero humano? As mais complicadas que instigam mais, conseguem minha atenção, e me complicam também! Escutei a resposta de Ende, apenas uma palavra, mas era suficiente, não devia continuar naquele assunto...ou devia? Com ela tão próxima de mim resolvi deixar de lado as possíveis provocações e deixar minha atenção recai sobre ela e ao que fazia. Os braços dela sobe meu ombro me deixava senti a pele fria dela, assim como a minha, e ver de mais perto os traços dela. A vi se inclinar mais para perto de mim, não me esquivei, e senti os lábios da vampira sobre meu pescoço em seguida ela se afastou.

    – Não brinque comigo.- disse em tom calmo e descontraido.

    Os humanos observavam nós mesmo que isso não fosse intencional, não tinham como evitar o fascínio que enchia os olhos deles. Um humano se aproximou de Ende e ela aproveitou disso para se afastar um pouco mais de mim e se diverti. Assisti as graças dela com o humano, ele chegava a ser perder observando-a, dei um passo parando as costas de Ende enquanto o humano, parado a frente dela, observava. Esbocei um sorriso sarcástico de canto ainda parado com ela entre eu e o humano e deixei que no meio daquela movimentação de luzes da casa noturna o humano visse o cintilar vermelho dos meus olhos. Foi o bastante, vê-lo estremecer-se e perder a fala antes de se afastar e sumir entre as outras pessoas. Não pude evitar de rir com isso!

    – Humano! – disse rindo. – Isso é muito fácil! Fica até tedioso. - estava ficando inquieto preso ali por muito tempo, quando se tem uma eternidade arrumar o que fazer era essencial. – Ende, me dê um motivo para ficar aqui e não ir caçar agora. – disse.

    E lá ia eu mais uma vez fazendo jus a frase; “direto ao ponto”.

    avatar
    Ende A. Gietzen
    Descendente Espelho
    Descendente Espelho

    Nome do Player : Milena
    Mensagens : 40
    Data de inscrição : 12/07/2010

    ,,,

    Mensagem por Ende A. Gietzen em Ter Ago 24, 2010 7:11 pm

    'Cause I just set them up to knock them down


    O humano que dançava comigo direcionava um olhar de cobiça. Não o culpo, era assim com todos. Aquele ali até que era bonitinho, mas eu não queria nada de mais com ele, só um pouquinho de diversão. Lucas nos observava e apesar de eu estar de costas para ele conseguia sentir seu olhar em nós, o que não tardou a se confirmar, uma vez que ele chegou me segurou pelas costas e fez alguma coisa para o humano perder a fala a respiração e a cor da face. Então ao ver a pobre criaturinha se afastar amedrontada ele riu.

    Humano! Isso é muito fácil! Fica até tedioso

    Tá eu admito, às vezes era tedioso mesmo, sempre saber que vai conseguir algo. Eu prefiro o gosto da conquista, ainda mais se ela for difícil e demorada. Eu não pude evitar de rir um pouco quando o carinha saiu, mas mesmo assim senti pena dele. Lucas então como sempre diretíssimo, disse-me:

    Ende me dê um motivo para ficar aqui e não ir caçar agora.

    Eu não sabia o que dizer, digamos eu não esperava por aquilo. Tudo bem que eu também tinha ido até ali para caçar, mas a companhia de Lucas me deixa tão absorta que eu praticamente esqueço as minhas necessidades, er...na verdade perto dele eu só lembro-me de uma. Eu ainda estava de costas para ele, então levantei meu braço e acariciei sua nuca, com um sorriso nos lábios, que ele não conseguia ver. Depois virei-me para ele e disse:

    _Eu não tenho uma razão concreta, e nem sei se isso vai impedi-lo de ir onde quer que seja..._Após dizer aquilo me aproximei dele, talvez mais voraz do que era necessário e beijei-o de tal forma que qualquer um que passasse por ali no momento, sendo humano ou não ficaria sem ar. Depois ainda mantendo a curta distância disse sorrindo._ Se você decidir sair, a única coisa que tenho a dizer é, Até mais. Pois esse não vai ser nosso último encontro, e quem sabe no próximo estaremos sozinhos e dispostos a qualquer coisa._Dei um risadinha ao seu ouvido e mais um beijo no pescoço, mais demorado que o anterior.

    Conteúdo patrocinado

    Re: 29-03-2032 / Vouga / Noite / RP Fechada

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sab Jun 23, 2018 12:41 pm